sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Resenha #09 - A garota que você deixou pra trás

Título: A garota que você deixou para trás
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance
Número de páginas: 384
Ano: 2014
Avaliação: 
Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.
A garota que você deixou pra trás é um romance escrito pela autora londrina Jojo Moyes e publicado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca no ano de 2014. O livro conta duas histórias diferentes que ocorrem em tempos distintos, mas que ao decorrer da trama se entrelaçam de maneira a se completar.

Na primeira parte o leitor é transportado à França de 1916, um período obscuro na história do país durante a ocupação Alemã. Nossa protagonista é Sophie, uma mulher já adulta que toma conta do hotel da família juntamente com sua irmã Hélene, seu irmão mais novo e seus dois sobrinhos. Sophie já está afastada do marido há dois anos por conta da guerra e da necessidade dele de se alistar, e juntamente com seus conterrâneos (mulheres, velhos e crianças) ela vivencia os terrores da 1ª Guerra e é testemunha de saques e atrocidades cometidas pelos alemães em sua pequena cidade.

As coisas começam a melhorar (e piorar ao mesmo tempo) com a ordem de Herr Comandant onde Sophie se vê obrigada a alimentar seus inimigos no seu próprio hotel. O lado bom dessa ordem é que ao se ver obrigada a cozinhar pra eles ela ganha o benefício de poder se alimentar e também a sua família com as sobras dos soldados. Mas a parte ruim chega em forma de boatos e ofensas veladas daqueles que há muito pouco tempo eram seus amigos e companheiros de guerra, seus vizinhos.

Já na segunda parte nós retornamos ao presente no ano de 2006 e nossa protagonista é Liv. Viúva já há alguns anos ela se vê cada vez mais pra baixo ao não conseguir lidar da maneira correta com a morte do marido. E mais uma vez o leitor se vê lendo uma história de amor interrompido, pois Liv era completamente apaixonada por seu marido e apesar de dizer a todos que está tentando seguir em frente, a verdade é que ela ainda sofre muito essa perda e não sabe bem como lidar com a sua vida dali em diante.

Mas com a chegada de Paul sua vida da uma guinada e ela finamente decide se abrir para o amor, mal sabendo ela o que o perverso destino lhe reservava...

A junção dessas duas histórias se dá por conta de um quadro em comum intitulado de "A garota que você deixou para trás" pintado por Édoard Léfevre, e ao longo da trama o leitor passa a compreender o peso e a importância que esse quadro tem na vida de cada uma das protagonistas, e tem um vislumbre genial do que é uma bela junção de histórias de vida.

Eu fiz com esse livro algo que eu não costumo fazer com nenhum outro! Iniciei com altas expectativas. Após ler Como eu era antes de você dessa mesma autora eu me vi desejando todos os seus livros, e é claro que a expectativa em relação a eles se tornou bem alta. E é com muita alegria que eu posso dizer a vocês que este supriu todas essas expectativas!

A Jojo Moyes sabe muito bem como prender o leitor a sua trama. Suas protagonistas são no mínimo admiráveis, mulheres a se espelhar! E a forma como ela consegue te emocionar e te deixar todo sentimental e pensativo é magnífica. Só me resta aplaudir, pois apesar de eu não ter derramado lágrimas durante essa leitura como ocorreu com o livro anterior, foi uma leitura maravilhosa, digna de 5 estrelas!

A história criada pela Jojo é muito intrigante e instiga o leitor a todo momento. O modo como ela se utiliza do final de um capítulo para te deixar ansiando pelo próximo é digna de aplausos. Eu me vi devorando cada página como se a minha vida dependesse daquilo e as partes que mais me prenderam foram aquelas que contavam a história de Sophie. 

O desenrolar da trama é muito interessante e o rumo que a vida das protagonistas vai tomando te faz querer saber cada vez mais sobre elas e quais serão suas próximas decisões. É impossível não torcer por um final feliz e apesar dos pesares ele acaba chegando pra fechar com chave de ouro!

Abro uma ressalva para a edição, que está maravilhosa. A capa é muito linda e cada detalhe combina perfeitamente com a trama. As divisões de capítulo são simples mas o espaçamento é bom e a fonte excelente para a leitura, além de ter as páginas amareladas. Também não encontrei nenhum erro de escrita durante a leitura.


3 comentários:

  1. Já faz muito tempo que quero ler esse livro, ouvi muitos elogios sobre a escrita da Jojo. Inclusive estou com Como eu era antes de você e Depois de Você para ler kkk Gostei muito da resenha!
    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Isabela *-*
      Espero que você curta a leitura de Como eu era antes de você tanto quanto eu, é um livro muito bom <3
      Beijos

      Excluir
  2. Olá, Ana! Amei a resenha e confesso que estava apreensiva com sua opinião final sobre a história. Já tive vontade de comprá-lo apenas por ser da autora e sempre achei o livro, de capa muito linda. Mas apesar disso, tinha receio de me decepcionar, após a leitura de Como eu era antes de você. Leitura essa que ficou marcada em mim e registrada como obra única da autora. Ainda estou com medo de seguir adiante com Depois de você... Mas pelo visto me enganei, pois sua resenha nos leva a crer que Jojo sabe lidar bem com as palavras e podemos sem medo nos aventurar por novas leituras. Bjos

    ResponderExcluir