quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Resenha #16 - A vida é um bilhete premiado

Título: A vida é um bilhete premiado
Autor: Brendon Burchard
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção | Psicologia
Número de páginas: 252
Ano: 2007
Avaliação:

Quem nunca sonhou ganhar na loteria? E se o prêmio, em vez de uma fortuna acumulada na megassena, for a chance de revisitar todos os momentos-chave de sua existência e descobrir o que provocou o descompasso entre a realidade de sua vida e os sonhos e desejos que um dia teve para si mesmo? É esse o prêmio que o protagonista de A vida é um bilhete premiado, romance de Brendon Burchard, recebe: uma segunda chance para viver a vida que sempre quis.
A vida é um bilhete premiado de Brendon Burchard é uma fábula que te fará rever absolutamente todos os seus conceitos! Qualquer coisa que eu diga sobre esse livro será pouco e quaisquer elogios que eu faça a ele não conseguirão expressar o quanto ele foi importante pra mim...

O nosso narrador e protagonista é alguém que galgou pra crescer e ter reconhecimento na vida. Alguém que busca por um relacionamento amoroso saudável e estável. Alguém que passou por perrengues na infância e na adolescência, e que justamente por isso, é também uma pessoa que se sente inferior e inútil, alguém que não se enxerga da maneira que realmente é  e que não consegue ver o potencial que tem.  

A trama tem início com o reaparecimento de Mary, a noiva do nosso protagonista que estava desaparecida há mais de um mês, já no hospital. Nesse reencontro ela lhe faz um único pedido que poderá mudar sua vida. Ela lhe entrega um envelope dizendo que ele deverá ser destinado a seu irmão Todd no Bowman's Park, um antigo parque de diversões que há muito tempo já foi desativado.

Mas até aí tudo bem, seria algo bem corriqueiro e comum se não fosse o fato de o tal parque de diversões ter sido o local da morte de Todd alguns anos atrás. Porém não se pode negar um último pedido a alguém que está prestes a morrer, certo? Mesmo que ele seja um pouco insano. 

Quando o nosso protagonista chega ao local indicado ele não encontra nada além da carcaça do que já foi um belo e encantador parque de diversões. Porém ao atravessar uma espécie de "limite" tudo ganha vida! O parque volta a lotar de pessoas alegres que querem apenas curtir um dia em família. Lá ele encontra o aparentemente faxineiro Henry, e é ele que o guiará durante essa jornada de auto-conhecimento e aprendizado...
" - Na vida, o caminho de menor resistência é sempre o silêncio. Se você não expressar seus pensamentos e sentimentos para os outros, não terá de lidar com a reação das pessoas a eles. Não precisará sentir-se vulnerável . Não correrá o risco de ser rejeitado. Mas vou lhe dizer uma coisa: o caminho de menor resistência conduz exatamente ao lugar ao qual esse brinquedo nos leva. - apontou para os carros que giravam em círculo - A lugar nenhum. "
Essa é uma história fascinante que te liga ao protagonista de uma forma única. Que te faz questionar a vida e todas as suas atitudes já tomadas em relação aos seus familiares e aqueles que te cercam. É uma trama envolvente que te faz lembrar tudo de bom e ruim que você já viveu e mostra como isso te modificou e formou seu caráter.

A escrita do Brendon é simplesmente impecável! Ela é acolhedora e por diversas vezes muito empolgante. Você simplesmente não consegue largar o livro enquanto não termina de lê-lo e eu sou a prova viva disso pois precisei apenas de algumas poucas horas para finalizar a leitura de suas duzentas e poucas páginas.

Uma coisa que eu devo esclarecer aqui é que apesar dessa história parecer-se com uma trama super fictícia ela não o é. O plano de fundo é sim mágico e a história se passa em um grande parque de diversões onde há um mago, um domador de leões, uma vidente, equilibristas e etc... Mas esse é apenas o cenário de fundo e não o foco do autor, cada uma dessas atrações tem como intuito uma grande lição para a vida do protagonista e foram essas atrações as responsáveis por tornar a leitura tão fluída e apreciável.

Enfim, o que eu tenho a dizer é que esse foi um livro que me encantou, me ensinou muito e não precisou de mais do que um dia da minha vida pra me mostrar que as coisas podem sim melhorar quando a gente pensa que é o fim, e me fez entender que tudo tem um motivo pra acontecer. Ele fortaleceu ainda mais a minha crença de que nada nessa vida é por acaso!

Eu recomendo muito essa leitura pois é um livro bem curtinho possibilitando uma leitura bem rápida, tanto pelo estilo de escrita do autor quanto pela diagramação que ajuda bastante. A Rocco fez um excelente trabalho nessa obra. A capa é super bacana e obviamente tem muito a ver com o conteúdo e a fonte do miolo é perfeita para as páginas brancas que normalmente dificultam a leitura, o que não foi o caso desse livro.

3 comentários:

  1. Adorei a resenha...nunca tinha lido nada sobre esse livro! Parabéns! Amei o Blog tbm...bjos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Carol, eu fiquei encantada por vc ter dito que o livro te encantou e te ensinou! Li que ele é um livro de auto ajuda em forma de romance, e fiquei bem curiosa, gosto de livros que nos tocam de alguma forma, e a trama dele, me parece ser ingrediente de uma leitura agradabilíssima!!! Vou procurá-lo, quando for procurar 'Weiss - A Mente é o Limite" que estou devendo ao meu filho...
    Beijos, querida! Amei esta resenha!!!
    Alessandra | www.divatododia.com.br

    ResponderExcluir